O que NÃO dizer a uma mãe que perdeu um bebê

Atualizado: 5 de nov. de 2021



Em momentos em que o outro está em sofrimento, temos o costume de verbalizar frases de consolo com o objetivo de confortar a pessoa. Porém, a verdade é que tais comentários podem ser extremamente danosos para a saúde emocional de uma mulher que perdeu um filho. ◼Alguns exemplos do que não falar em situações de Luto Neonatal: ❌“Ah, não fica assim...você é nova e pode engravidar novamente”. Existe muita coisa envolvida aqui. Não se sabe há quanto tempo essa mulher está tentando engravidar, se pretende tentar novamente ou se tem a possibilidade orgânica para isso. Muitas têm perdas gestacionais por complicações de saúde ou simplesmente podem não conseguir mais. ❌“Pelo menos você já tem outro filho”. Quem está passando pelo problema e escuta essa frase não consegue simplesmente substituir uma vida por outra. Sobretudo se essa vida é a dos próprios filhos. Apenas não diga isso. ❌“Nossa, mas o que aconteceu? Conta detalhes!”. Agir como se fosse um investigador das causas da morte do bebê definitivamente não fará com que essa mãe seja consolada. Na contramão, alimentará ainda mais a angústia e melancolia pela perda. ❌“Você vai superar”. Aqui, a impressão que a mãe enlutada tem é a de que não pode demonstrar fraqueza ou sofrer. O choro tem de ser livre. Após os planos serem interrompidos, a atenção, o afeto e o acolhimento no momento da perda são essenciais para que o processo e a dor do luto da mulher sejam respeitados. Ela precisará do apoio familiar e terapêutico para externar tudo que está sentindo. 🖤 Se estiver passando por uma situação como essa ou conhecer alguém que precise de apoio psicológico ou emocional, oriente a pessoa no sentido de buscar ajuda profissional ou agende uma consulta e vamos conversar melhor! Acesse o link: AQUI _ Fonte: Jornal Estadão

6 visualizações0 comentário